Viola de Nóis Produções 10 anos – Parte VII

Viola de Nóis Produções 10 anos – Parte VII

Mil Violas: viola caipira sem fronteiras rumo ao Guinness Book

Era noite de sábado, mas, precisamente dia 28 de outubro de 2017, na cidade de Uberlândia, no interior de Minas Gerais, aconteceu a segunda edição do Mil Violas, uma produção da Viola de Nóis Produções. Sob o comando do competente maestro Rui Torneze, formou-se a Maior Orquestra de Viola Caipira do Mundo, composta por violeiros e violeiras de todo país que ali tocaram em centenas, mas no compasso de um só coração.
O público acolheu a ideia e lotou o Ginásio Sabiazinho. O relógio ainda não marcava 17 horas e a arquibancada já estava cheia, pessoas ansiosas aguardavam a ocupação das cadeiras azuis pela grande orquestra. Era gente pra todo lado, de todas as idades e classes sociais. As crianças ficaram encantadas com o drone que registrava o evento. Os mais velhos apreciavam com olhos atentos a viola vermelha de Tião Carreiro, o homenageado da segunda edição do Mil Violas.É, o Mil Violas tirou o uberlandense de casa, que pôde assistir um espetáculo lindo e memorável, com um desfile de clássicos das músicas brasileira e mundial. Com exclusividade a Orquestra executou “La Paloma” uma canção espanhola de 1863, de domínio público, composta por Sebastian Yradier (1809-1865) que com certeza se orgulharia do resultado.

Mas o público vibrou mesmo com as composições genuinamente caipiras, brasileiras: “Beijinho doce”, “Boiadeiro errante”, “Chora viola”, “Hino de Reis”, “Meu reino encantado”, “Saudade de minha terra” e “Vide Vida Marvada”. Preciosidades da nossa música que ganharam mais brilho com essa orquestra única e inigualável.

A iniciativa ousada tem o objetivo de entrar para o Guinness Book, o Livro dos Recordes como Largest Viola Caipira Ensemble. Se o recorde será aceito ou não, precisamos esperar um pouquinho mais. Mas no geral, o Mil Violas alcançou algo que livro nenhum consegue registrar, porque emoção não se mede.
A primeira edição foi em 2015 e reuniu 520 violeiros. Nesse 2017 foram 674 presentes e mais de 1000 inscritos. Mais que o número em si, o evento entrou para a história da cadeia produtiva da viola e marca de forma irretocável os 10 anos da Viola de Nóis Produções.

Os célebres momentos de homenagem à viola que precederam o grande momento da Orquestra também foram destaques da noite, apresentados com maestria pelo ator e violeiro Jackson Antunes. Performances das mulheres violeiras, da viola nas músicas de fronteira, instrumental e regional, além da emocionante participação de Léu, da dupla Liu & Léu, que no alto de seus 80 anos abrilhantou o Mil Violas esbanjando carisma e simpatia.

Ah… Tião Carreiro lá de cima deve de ter ficado foi cheio de orgulho, era tanta viola e tanto violeiro, preservando e difundindo seu legado.
E, ainda no clima das boas energias que pairaram naquele fatídico sábado, apresentamos nosso teaser de agradecimento a todos os patrocinadores, parceiros e público que colaboram, compareceram, mas, que, sobretudo, acreditaram que o sonho era possível e ele foi.

Aos violeiros e violeiras, guerreiros de verde e amarela, não por acaso suas vestes remetiam à bandeira brasileira, nosso MUITO OBRIGADO. A Viola de Nóis Produções espera todos vocês em 2018, para que juntos possamos mais uma vez fazer do impossível possível.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *